loading...

Orgia para milionários na Comporta desafia normas da DGS



Mais de 40 pessoas já têm presença garantida numa festa de sexo numa moradia de luxo na Comporta, no próximo dia 25 de Julho. Os organizadores asseguram que têm autorização para realizar o evento, mas a Direcção Geral de Saúde (DGS) garante que é ilegal.

Esta orgia para milionários, já que quem quer participar precisa de pagar quantias elevadas, é organizada pela empresa Purília, um clube que realiza este tipo de eventos de sexo há vários anos em Lisboa.

O fundador da empresa, Ricardo Champalimaud, explicou ao Observador que participar neste tipo de festas pode custar 1.750 e 3.000 euros por casal.

Logo após o desconfinamento e o fim do Estado de Emergência, a Purília terá organizado uma festa numa moradia de luxo em Cascais, a 26 de Junho passado. Terão participado 70 pessoas nesse evento numa mansão alugada, conforme refere o Observador.

Agora, a Purília tem já outra festa marcada para o próximo sábado, dia 25 de Julho, numa propriedade com piscina na zona da Comporta, no concelho de Alcácer do Sal.

A mesma publicação avança que já há 42 participantes confirmados, mas nota que esse número pode duplicar.

O organizador diz que “só pode participar quem fizer teste à Covid”, conforme cita o Observador, notando que a Purília tem “autorização” para organizar o evento.

Mas a DGS assegura que é ilegal, salientando que não estão autorizadas quaisquer festas, nem romarias ou ajuntamentos com mais de 20 pessoas.

As festas organizadas pela Purília inspiraram-se no filme de Stanley Kubrick “De Olhos Bem Fechados” (“Eyes Wide Shut”, 1999) que tem Nicole Kidman e Tom Cruise como protagonistas.

Uma reportagem do magazine NIT em 2016, revelava que os participantes destas festas de luxo vão “vestidos de gala” e que os que pretendem manter o anonimato usam “máscaras de Veneza”.

Nestas festas, participam políticos, treinadores e jogadores de futebol, actores e outras figuras conhecidas, de acordo com a NIT.

Só para fazer parte do clube exclusivo de participantes nestas festas é preciso pagar uma inscrição de cerca de 1500 euros, mas depois é preciso pagar para participar em cada evento. Os valores pagos por cada festa rondam, em média, os 2 mil euros, mas podem chegar aos 4 mil euros.

As festas são, habitualmente, em locais secretos e só os participantes aprovados têm conhecimento delas. É que não basta pagar para participar – os candidatos são alvo de um processo de selecção.

Fonte e foto: ZAP

Comente com o Facebook:

INFORMAÇÃO

Algumas fotografias utilizadas neste blog e alguns artigos são provenientes de outras fontes como Jornais, Revistas, Blogues, órgãos de comunicação social, bases fotográficas estrangeiras e motores de busca. Todos os artigos tem a fonte da foto e da noticia no final do mesmo. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo utilizado neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.