loading...

Câmara socialista gastou mais de 132 mil euros a alugar uma casa de banho provisória



Este é um assunto que, literalmente, cheira mal.

Tudo começa com um aluguer provisório de um WC. Neste local, o provisório já vai para meia década. E quem paga são os contribuintes.

Tudo começa com uma denúncia de um deputado do PSD de Castelo Branco, demonstrando “uma gestão danosa dos dinheiros públicos”.

Na sua página de Facebook, o autarca Carlos Almeida diz:

“Prepare-se para conhecer um investimento peculiar. Trata-se de um objeto que custa aos albicastrenses 2.400 € todos os meses, onde o município já gastou mais de 132.000 €, mas que poderia ser construído por apenas 5.000 €. Governar implica decidir. Ninguém acerta sempre! Mas errar tantas vezes, e de forma tão grosseira, é inaceitável”.

Ora, a construção parece ser bastante mais benéfica para os contribuintes do que o aluguer durante anos a fio desta “casa de banho”.

O Poligrafo, site de fact-check Português, já analisou a situação e confirmou a sua veracidade.

De acordo com o site, “autarquia celebrou quatro contratos, desde 2016, todos para a locação de 2 WC’s químicos para o viveiro municipal”.

O primeiro negócio, de 2016, tem um valor de 26.100 euros. O segundo, de 2017, foi fechado por 26.964 euros. O terceiro e o quarto, celebrados em 2018 e nos primeiros dias deste ano, têm um valor, cada um, de 27.300 euros. Todas as quantias somadas resultam numa conta final de 107.664 euros que, acrescida de IVA, totaliza os mais de 132 mil euros”, adianta ainda o Poligrafo.

Mais estranho ainda é ter mudado a empresa recentemente. Embora seja um aluguer de uma empresa diferente, o representante da empresa é… exatamente o mesmo.

Este é sem dúvida um assunto que cheira mal. Não achas? Ainda para mais, de acordo com o autarca denunciante, a construção deste WC ficava por menos de 5 mil euros…

Fonte e foto: TugaPress

Comente com o Facebook:

INFORMAÇÃO

Algumas fotografias utilizadas neste blog e alguns artigos são provenientes de outras fontes como Jornais, Revistas, Blogues, órgãos de comunicação social, bases fotográficas estrangeiras e motores de busca. Todos os artigos tem a fonte da foto e da noticia no final do mesmo. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo utilizado neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.