loading...

A fortuna dos super-ricos continua a crescer com a crise da covid



Um relatório do banco suíço UBS mostra que mais de três quartos das pessoas mais ricas do mundo declararam um aumento da sua riqueza, apesar da forte crise económica que o novo coronavírus despoletou.

77% das famílias mais ricas do mundo, que têm em média uma riqueza na ordem dos 1,6 mil milhões de dólares, viram as suas fortunas aumentar, apesar do choque económico provocado mundialmente pela pandemia da covid-19.

As fortunas dos super-ricos cresceram assim no mínimo “em linha” com o esperado. Em muitos casos cresceram mesmo “acima dos objetivos”. Estas palavras constam de um relatório do banco suíço UBS, que salienta que “num dos momentos mais voláteis da história dos mercados financeiros”, os mais prósperos conseguiram “superar a tempestade de 2020”.

A razão dos bons resultados financeiros, segundo Josef Stadler, do departamento do UBS especializado nos mais altos rendimentos, é que os mais ricos têm dinheiro suficiente para “acolher e gerir o risco como nenhum outro investidor”. Para além disso, tiveram sucesso porque “mantiveram os seus planos”, uma vez que “são disciplinados”, defende o economista em declarações ao The Guardian(link is external).

O mesmo jornal faz a comparação com outro relatório da responsabilidade do Instituto de Estudos Fiscais(link is external) britânico que mostra que “a crise até agora teve maior impacto nos lares mais pobres”. As pessoas cujos rendimentos se situam no quinto mais baixo “foram atingidas mais duramente nos seus rendimentos, com uma queda do rendimento familiar médio de cerca de 15% (cerca de 176 por mês)”, estudo que toma como referência o Reino Unido.

Mundialmente, com esta crise económica pode vir a aumentar o número de pessoas a viver em condição de pobreza em 500 milhões, o que é 8% do total da população mundial, segundo a Universidade das Nações Unidas.

Fonte e foto: Esquerda

Comente com o Facebook:

INFORMAÇÃO

Algumas fotografias utilizadas neste blog e alguns artigos são provenientes de outras fontes como Jornais, Revistas, Blogues, órgãos de comunicação social, bases fotográficas estrangeiras e motores de busca. Todos os artigos tem a fonte da foto e da noticia no final do mesmo. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo utilizado neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.