loading...

Hino de Fátima foi escrito por homossexual



António Botto foi o autor dos versos que mais se ouvem no Santuário.

A música “a treze de maio, na Cova da Iria...” será das mais repetidas em Fátima.

O poema é atribuído a António Botto, que enviou os versos ao Cardeal Cerejeira.

Botto, homossexual, tinha sido afastado do trabalho no Estado em Portugal e estava expatriado no Brasil.

Fátima está repleta de curiosidades que passam despercebidas, do buraco que pareceria feito de propósito para o projéctil que atingiu João Paulo II às 13 “sósias” de Nossa Senhora.

Um mistério mais mundano continua a ser as contas do santuário, que já não são apresentadas publicamente há anos, o que a Igreja atribui a um impasse na aplicação da Concordata.

Fonte e Foto: SOL (2017)

Comente com o Facebook:

INFORMAÇÃO

Algumas fotografias utilizadas neste blog e alguns artigos são provenientes de outras fontes como Jornais, Revistas, Blogues, órgãos de comunicação social, bases fotográficas estrangeiras e motores de busca. Todos os artigos tem a fonte da foto e da noticia no final do mesmo. Se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo utilizado neste sítio comunique-nos, por favor, e prontamente será retirado.